Cuidados com Gás Natural e GLP

Cuidados com Gás Natural e GLP

Cuidados com Gás Natural e GLP

Você sabe agir quando existe vazamento de Gás?

Utilizados de maneiras semelhantes, o Gás Natural e o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) são odorizados para que possamos sentir sua presença.

Em casos de vazamento, os procedimentos são os mesmos. No entanto, eles são diferentes em vários aspectos.  Conheça as principais características de cada um e os cuidados a serem tomados.

 

Utilizados de maneiras semelhantes, o Gás Natural e o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) são odorizados para que possamos sentir sua presença. Por isso,
em caso de vazamento, os procedimentos são os mesmos. No entanto, eles são diferentes em vários aspectos. Conheça as principais características de cada
um e os cuidados a serem tomados.

GÁS NATURAL:

• É o chamado “gás de rua”, distribuído nas redes urbanas. Também é usado, altamente comprimido, para automóveis;

• É essencialmente metano. Sua energia específica é inferior à do GLP (necessidade de mais gás para o calor);

• Para uma boa combustão, o gás natural requer uma proporção menor de ar (10:1) que o GLP (25H1);

• É mais leve que o ar (pouco mais que a metade do peso do ar). Isso quer dizer que se ocorrem vazamentos, há maios chance de dissipação e redução
do risco de acúmulo e, portanto, acidentes;

• As instalações de GN trabalham a diferentes pressões, dependendo da aplicação, e são também diferentes das pressões de uso do GLP. Por isso, os queimadores precisam ser adaptados ao haver mudança de combustível.

 

GÁS GLP:

• É o chamado “gás de botijão”. Mas hoje os condomínios e empresas possuem instalações fixas de grande capacidade, que são abastecidas
por caminhões especiais e mangueiras;

• Como o nome diz, pode ser liquefeito e assim transportado de forma prática;

• É essencialmente uma mistura de propano e butano;

• A energia específica do GLP é maior (calor fornecido em condições padrão);

• É mais pesado que o ar (1,5 a 2 vezes). Isso quer dizer que o gás tende a se acumular junto ao chão, porões, canaletas e partes baixas, especialmente quando há má ventilação. Isto aumenta o risco de incêndios e explosões.

 

CASO SINTA CHEIRO DE GÁS:

• Não acenda luzes, nem risque fósforos;

• Não use telefone celular;

• Não ligue ou desligue equipamentos elétricos;

• Tome cuidado com partes e peças metálicas que possam produzir centelhas;

• Promova a ventilação do ambiente;

• Verifique se o cheiro existe somente no local ou se vem de fora do recinto;

• Se for possível uma manobra segura, feche os registros/válvulas dos aparelhos ou feche os registros principais (gerais);

• Abandone a área com cuidado e solicite ajuda. Vá para o ponto de encontro.

 

ATENÇÃO!

• Inspecione e mantenha as tubulações fixas e mangueiras flexíveis em bom estado para evitar vazamentos;

• Proteja mecanicamente a instalação, faça testes periódicos com espuma

• Seja de GN ou de GLP, dentro dos limites de sua casa ou da empresa, elas são de responsabilidade do dono.

 

 

Cuidados com Gás Natural e GLP – Download Baixar

Clínica Medicina do Trabalho: Grupo MEDNET – PPRAPCMSO NR 7 – Programa de Controle Médico de Saúde OcupacionalCIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – NR 9 – NR 7 – Exame Admissional

 

Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho

Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho

Dia 27 de julho – Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho

Prevenir agora é investir no futuro!

Segurança é uma atitude diária, um compromisso que deve ser renovado a cada ato, pelo seu bem-estar e do seu colega.

Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho

Dia Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho

25 de Julho - Dia do Motorista

25 de Julho – Dia do Motorista

25 de Julho – Dia do Motorista

25 de Julho - Dia do Motorista

25 de Julho – Dia do Motorista

Esta data é uma homenagem aos profissionais que trabalham com nas estradas, seja transportando mercadorias ou pessoas por diversos lugares do país.

Desejamos a todos os nossos motoristas, um Feliz Dia do Motorista! 

Alternativas para evitar a Fadiga Visual

Alternativas para evitar a Fadiga Visual

Alternativas para evitar a Fadiga Visual

Trabalhar em frente ao computador por longas horas pode desencadear fadiga visual, olho seco e vermelho, sensação de corpo estranho e ardência na vista. Esses sintomas caracterizam a Síndrome da Visão de Computador.

Se você trabalha muito tempo em frente ao computador e sofre com algum desses sintomas, fique tranquilo!

É possível prevenir adotando as dicas apresentadas nesse Diálogo Semanal de Medicina e Segurança do Trabalho. 

 

Trabalhar em frente ao computador por longas horas pode desencadear fadiga visual, cefaleia, olho seco e vermelho, sensação de corpo estranho e ardência na
vista, além de dores no pescoço, nuca e costas, sendo estes sintomas os que caracterizam a Síndrome da Visão de Computador. Durante o uso do micro,
uma pessoa pisca de 10 a 30% menos do que quando não está em frente à tela. O ambiente laboral (ar condicionado, iluminação adequada, posicionamento
do monitor) pode influenciar no conforto do trabalhador, provocando os sintomas de olho seco. Ao notar a ocorrência de cansaço visual, procure um oftalmologista.

Para prevenir a Fadiga Visual, adote as dicas abaixo:

• Cuide da iluminação da sala, evitando reflexos de luminárias e janelas sobre a tela. Abra sempre as janelas para entrar a claridade natural. Cortinas e persianas
podem ser de grande ajuda para controlar o nível de luz que entra no ambiente;

• Posicione a extremidade superior do monitor ligeiramente abaixo do nível de seus olhos e mantenha a uma distância de 50 a 60 cm da tela;

• Faça pequenas pausas a cada 30 ou 40 minutos de trabalho. Aproveite para olhar objetos de paisagens a distância;

• Cuide de sua postura em frente ao monitor, pois ela é tão importante quanto o tempo de exposição. Manter um posicionamento postural inadequado pode
acelerar o processo de vista cansada;

• Procure lavar os olhos várias vezes ao longo do dia. Além de lubrificar a vista, é uma forma de você também sair da frente do computador por alguns minutos;

• Pisque várias vezes sem parar para lubrificar o globo ocular;

• Mantenha o monitor sempre limpo para melhorar a visibilidade da tela;

• Solicite telas de LCD, pois, normalmente, elas apresentam melhor resolução e iluminação, proporcionando um cansaço menor para os seus olhos;

• Utilize colírio lubrificante conforme orientação médica.

 

 

 

Alternativas para evitar a Fadiga Visual – Download Baixar

Clínica Medicina do Trabalho: Grupo MEDNET – PPRAPCMSO NR 7 – Programa de Controle Médico de Saúde OcupacionalCIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – NR 9 – NR 7 – Exame Admissional