exame admissional

Exame Admissional

A MedNet realiza todos os Exames Ocupacionais, são eles Exame Admissional, Exames Periódicos, Exames de Mudança de Função, Exames de Retorno ao Trabalho e Exames Demissionais.

O exame médico admissional tem como objetivos básicos:

  • Permitir a colocação dos trabalhadores em serviços adequados às suas condições físicas e psíquicas;
  • Permitir que os candidatos a empregos conheçam o estado real de sua saúde, sendo orientados quanto à possível solução dos problemas médicos eventualmente encontrados;
  • Salvaguardar a saúde e a segurança da comunidade trabalhadora, não permitindo a admissão de pessoas que possam oferecer qualquer risco;
  • Permitir que o novo empregado receba as suas primeiras noções sobre questões de saúde ocupacional;
  • Cumprir disposições legais que tornam esse exame obrigatório;
Em tese, o exame admissional constitui-se no primeiro exame periódico a que o trabalhador é submetido. Na instituição do exame admissional na empresa, deve a Clinica Medicina do Trabalho ou ao médico do trabalho estabelecer normas e diretrizes, a fim de permitir uma padronização sequencial, o que facilitará a emissão de conclusões.
É fundamental que, preliminarmente, a Clinica Medicina do Trabalho ou o médico do trabalho se identifique com as demais áreas da empresa envolvidas na admissão de um operário, criando fluxos os mais simples possíveis. Na maioria das pequenas empresas e mesmo em algumas de médio porte, interpõe-se no fluxograma admissional apenas o departamento ou seção de pessoal. Deste emanam as diretrizes administrativas próprias da empresa no que tange às providências de documentos necessários, as quais, uma vez cumpridas, permitem ao candidato ser encaminhado ao exame médico admissional.

 

exame admissional

exame admissional

 

Exame Admissional na empresa

 

Nas empresas de grande porte, entretanto, esse fluxo é mais complicado, estando nele envolvidos outros departamentos que promovem uma filtragem do candidato e que só chegarão ao exame médico após obedecidas algumas exigências de caráter administrativo e seletivo. Nesse fluxo, a escolha do candidato é indicada no departamento de seleção e recrutamento de pessoal, e deste o candidato passa para o departamento médico. Se aprovado pelo departamento médico, o candidato retorna à seleção, que o encaminha finalmente ao departamento de pessoal, onde se fará a sua inclusão no efetivo da empresa. Deve, pois, a Clinica Medicina do Trabalho ou ao médico do trabalho participar nesses departamentos, estabelecendo as necessidades que, direta ou indiretamente, fornecerão subsídios que, associados aos resultados do exame clínico, facilitarão os laudos conclusivos.

 

O departamento de recrutamento e seleção de pessoal, procedendo à verificação dos requisitos básicos e da habilitação necessária para o recrutamento do pessoal e analisando o desempenho do candidato, e o departamento médico, identificando e analisando as condições físicas e mentais, colaboram na escolha de um indivíduo adequado a uma atividade, do ponto de vista profissional, físico e psicológico. Na conjugação desses esforços, reside a análise do trabalho, cujo objetivo principal é fornecer aos setores envolvidos na escolha de pessoal da empresa elementos que permitam uma melhor seleção. A aplicação prévia de testes, como o PMK (Psicodiagnóstico Mio Kinetic), nos candidatos às funções de motorista, bombeiro, vigilante e prensista, efetuada pela psicologia industrial, é particularmente valiosa, porque os resultados podem contra-indicar a função.

 

O estabelecimento prévio das perfis psicoprofissiográficos das diferentes funções desempenhadas na empresa é de grande valia; todavia, exige uma equipe multiprofissional para a sua execução, o que, a nosso ver, só seria aplicável nas empresas de grande porte.

 

Assim sendo, procuramos estabelecer alguns parâmetros mínimos, extensíveis e possíveis de serem obedecidos na grande maioria dos exames médicos admissionais.