Os perigos do alcoolismo

Os perigos do alcoolismo no Trabalho

Considerada uma doença pela Organização Internacional do Trabalho, o alcoolismo é caracterizado pela falta de controle permanente ou ocasional sobre o consumo de bebida alcoólicas. No trabalho, há diversas consequências que o alcoolista enfrenta, tanto no que tange a sua produtividade e relações pessoais. Também há impactos
negativos na segurança e na saúde do próprio trabalhador ou de terceiros. Saiba identificar os casos no ambiente laboral e oriente a busca de ajuda!

  • Queda do rendimento: a concentração, atenção e habilidades perdem o potencial e com isso, o trabalhador não consegue manter a produtividade adequada;
  • Absenteísmo: o alcoolismo é a principal causa de faltas e atrasos, causando problemas econômicos e práticos na empresa;
  • Acidentes de trabalho: o alcoolista perde a noção de espaço e a percepção de risco e com isso, se torna mais apto a envolver seus colegas e a si mesmo em acidentes de trabalho;
  • Afastamento: a dependência em álcool ocasiona outras doenças e transtornos psicológicos incapacitantes, por isso, o alcoolismo é o principal motivo de solicitação de auxílio-doença no Brasil;
  • Desemprego: quando o alcoolista não consegue o auxílio-desemprego, é possível que ele acabe desempregado e sem renda, o que pode leva-lo a uma situação de rua. É importante ressaltar que o desligamento é negativo tanto para a empresa quanto para o funcionário.

Como intervir nos casos de alcoolismo no trabalho

Infelizmente, muitas empresas deixam de dar o suporte que o funcionário alcoolista necessita e acaba resolvendo a questão com o desligamento. No entanto, quando os gestores percebem um funcionário enfrentando o alcoolismo, é preciso que seja feita uma intervenção com os recursos da empresa. A intervenção envolve os seguintes aspectos:

  • Prevenção: através de informação integrada ao processo de segurança do trabalho;
  • Forma de lidar: a empresa deve lidar com o alcoolismo sem discriminação, tratando a agravante da mesma forma como outras condições de saúde, bem como manter sigilo e respeito;
  • Reabilitação: encaminhamento ao psicólogo e ao médico;
  • Apoio social: a empresa deve apoiar seu funcionário, sendo tolerante com suas dificuldades e auxiliando o funcionário a superá-las;
  • Adaptação do trabalho: enquanto o trabalhador estiver em tratamento, a empresa pode oferecer outro cargo que envolva menos riscos de acidentes;
  • Proporcionar os direitos: a empresa pode auxiliar informando os direitos previdenciários que o funcionário possui e auxiliá-lo a buscá-los.

PPRA PCMSO PCMAT Laudos PPP NTEP/FAP CIPA Ergonomia Ambulatórios Exames Médicos Treinamento CIPA

 

Os perigos do alcoolismo! – Download Baixar

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *