Posts

Hierarquia no controle de riscos

Hierarquia no controle de riscos

 

Há muitas maneiras de controlar riscos. Todas são relevantes, entretanto, algumas são mais importantes que outras e devem ser aplicadas primeiro. O controle de riscos possui uma hierarquia que nos ajuda a lembrar dessas medidas preferenciais porque, em geral, elas são mais abrangentes, duradouras e eficazes.

Eliminação

Eliminar um risco é o melhor dos mundos. significa não tê-lo, devido a uma opção de projeto, uma escolha melhor desde o começo.

 

Substituição

Substituir é uma forma de eliminar o risco antigo. Essa substituição elimina ou reduz o risco anterior, ou muda sua natureza. O resultado é um risco menor.

 

Controles de Engenharia

Os controles de engenharia são importantes porque têm mais chance de serem permanentes. Fazer a coisa da forma certa, prever a proteção, incluir a segurança como parte do equipamento. Mas a manutenção das medidas de engenharia deve ser tão boa quanto a do maquinário da empresa.

 

Controles administrativos

São controles que envolvem pessoas. Melhorar procedimentos, definir regras de conduta e capacitar os profissionais são ações importantes. Entretanto, nenhum risco deverá depender
apenas de ações de pessoas para o seu controle.

 

Equipamentos de Proteção Individual

Os EPI’s devem ser a última etapa para controlar o risco. Entretanto, devem ser sempre usados até que as medidas superiores sejam implantadas, assim como nas emergências.
EPI’s devem ser bem selecionados, as pessoas treinadas e seu uso auditado.

PPRA PCMSO PCMAT Laudos PPP NTEP/FAP CIPA Ergonomia Ambulatórios Exames Médicos Treinamento CIPA